• Graziela Fernandes Todesco

Primeira edição do workshop EnFim na capital paulista proporciona vivências ímpares aos participante

“Voltei para o trabalho com um olhar diferente para o cuidado dos meus pacientes”, relata participante do workshop EnFim, realizado no último final de semana

Foto: Giulia Serigatti: um novo olhar para o paciente/Arquivo pessoal

Com vagas esgotadas, a primeira edição do workshop EnFim – Enfermagem no Fim da Vida, proporcionou aos participantes uma experiência única com atividades vivenciais, estudos de casos e dinâmicas, além da abordagem de conteúdo teórico.

Nesta primeira turma, participaram enfermeiros atuantes em Estratégia Saúde da Família, instituições de longa permanência para idosos, unidades de pacientes crônicos, Unidades de Terapia Intensiva, oncologia e clínica médica.

Segundo a enfermeira especialista em cuidados paliativos e facilitadora do curso, Caroline Silveira, “o enfermeiro tem papel fundamental na equipe de cuidados paliativos, pois são os profissionais que passam a maior parte do tempo com paciente e intermediam também as relações com família e os demais membros da equipe”.

Durante o workshop, as discussões envolveram aspectos éticos acerca da prática de enfermagem e reflexões a respeito da aplicação de princípios paliativistas na assistência prestada pelo enfermeiro nas diferentes áreas de atuação.

A facilitadora afirma que, “foi uma oportunidade muito especial e de muitas trocas de aprendizado. Estar com colegas enfermeiros de diversas instituições e áreas de atuação falando sobre cuidados paliativos foi um verdadeiro privilégio”.

A enfermeira Giulia Serigatti conta que é apaixonada por cuidados paliativos desde a graduação e que integrou a Liga de Cuidados Paliativos do HCFMUSP. Para ela, a possibilidade de fazer um curso voltado para enfermeiros foi o que despertou interesse pela participação. “No Brasil, a abordagem de cuidados paliativos na formação profissional de enfermagem é quase nula e é uma área que está crescendo e ganhando cada vez mais força. O curso cumpre com os objetivos propostos de forma clara e dinâmica, e propõe uma reflexão do que é o cuidado paliativo, qual o papel do profissional de enfermagem na equipe multiprofissional”, disse a jovem enfermeira.

Outra participante, Simone Roncon Nakagawa já atuou com uma equipe de cuidados paliativos numa instituição privada e sempre questionou a forma como a abordagem era feita, após o workshop compreendeu que, “o olhar humanizado para os pacientes em cuidados paliativos tem que ser lançado de paciente para paciente. Onde atuei era cheio de protocolos e regras, um sistema totalmente engessado que não permitia que enxergássemos o paciente de cuidados paliativos como únicos, pois cada um tem suas dores e por isso, não é igual ao outro”.

A enfermeira relata ainda que, o workshop agregou valores aos seus conhecimentos e que será um diferencial na sua carreira. “Estou em busca de recolocação profissional e sem dúvidas, agregou muito valor para meu currículo. Espero colocar em prática, as orientações que recebi nesse workshop”, relatou Nakagawa.

O Líder do Instituto Brasileiro de Comunicação em Saúde, Douglas Crispim ressalta que, o compromisso do instituto é levar cursos com a qualidade que encontramos nesta edição do workshop EnFim para todo o Brasil, “queremos contribuir com a formação dos profissionais de saúde do país, como uma forma de, também, contribuirmos com o avanço dos cuidados paliativos nos sistemas de saúde”.

Giulia Serigatti concluiu dizendo que o workshop plantou “a semente para que mais profissionais se interessem pela área e procurem melhorar seus serviços para a identificação e atendimento dos pacientes. Voltei ao trabalho com um olhar diferente para o cuidado dos meus pacientes”.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Telefone:

(11) 98840-3064

Endereço: 

Rua Teodoro Sampaio, 744, Cj. 45

CEP: 05406-000 - São Paulo - SP

© 2018 Instituto Brasileiro de Comunicação em Saúde